Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




b90a1e63221bcd7d2e5b41d3bda167a8.jpg

 

O Dia Mundial da Música é celebrado hoje com diversas iniciativas em todo o país, entre elas, estreias de peças de compositores portugueses e uma homenagem ao pianista Vianna da Motta em Lisboa.

A Orquestra Clássica do Sul (OCS), sob a direção de Rui Pinheiro, estreia “Sospirando Silhouettes”, de Bruno Gil, no Teatro das Figuras, em Faro, uma peça que é dedicada à orquestra pelo compositor.

Em Carnaxide, a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras dirigida pelo maestro Nikolav Lalov, toca no pelas 18:00 no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, estreando a Sinfonieta N.º 1 para orquestra clássica, de Carlos Garcia.

Em Torres Vedras, a Orquestra Ciudad de Granada sobe ao palco do Cine-Teatro local, para estrear a versão para soprano e orquestra do ciclo vocal “Livro de Florbela” (opus 42b).

A versão para orquestra de “Livro de Florbela”, a partir da poesia de Florbela Espanca, de Nuno Côrte-Real, é composta por sete partes: “Exaltação”, “Árvores”, “Os versos que te fiz”, “Este livro”, “Num postal”, “Cinzento” e “À morte”.

Além da composição de Côrte-Real, a Orquestra Ciudad Granada interpretará a abertura “Egmont”, em fá menor, de Beethoven e o “Concerto para violino e orquestra, em ré menor” - “In kräftigem, nicht zu schnellem tempo”, “Langsam” e “Lebhaft, doch nicht schnell” -, de Schumannn.

Em Lisboa, no cemitério dos Prazeres, para onde foi recentemente traladados os restos mortais de José Vianna da Motta (1868-1948) é realizada uma homenagem ao pianista e compositor, que conta com a participação da soprano Elvira Archer, que fará a evocação do músico, de Maria José Borges, da escola de Música do Conservatório Nacional, e o Quarteto Lacerda interpretará o Quarteto em Sol Maior, de Vianna da Motta.

No Palácio de Queluz inicia-se o III Ciclo Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie, com a estreia moderna da serenata “L’Endimione”, de Niccolò Jommelli, pela pela orquestra Divino Sospiro, sob a direção de Mazzeo, e com a meio-soprano Lucia Napoli e as sopranos Milena Georgieva, Bárbara Barradas, Margarida Pinheiro.

Em Lisboa, o projeto Thrace – Sunday Morning Sessions, iniciativa de quatro músicos, abre o ciclo Músicas do Mundo da temporada de Música Gulbenkian, no grande auditório da Fundação Calouste Gulbenkian.

O projeto é constituído pelo violoncelista Jean-Guihen Queyras, o guitarrista, tocador de lira neste projeto, Sokratis Sinopoulos e os virtuosos do “zarb”, Keyvan e Bijan Chemirani, “cujos destinos se cruzaram para criar uma música que revela a história da Europa e da bacia mediterrânica através de sonoridades que atravessam fronteiras geográficas e musicais”, afirma a Fundação em comunicado.

No Porto, a Orquestra Sinfónica do Porto, sob a direção de Baldur Brönnimann, apresenta, na Casa da Música, um programa que inclui a Suite nº 2 de Daphnis et Chloé, de Maurice Ravel, "Notations I-IV e VII", de Pierre Boulez, a peça orquestral "Paraísos artificiais", de Luís de Freitas Branco e "La mer", três esboços sinfónicos para orquestra, de Claude Debussy.

A este concerto assiste o ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes.

Em Coimbra a viagem “De Santa Clara à Fonte dos Amores”, é uma iniciativa do Coro dos Antigos Orfeonistas em que participam outros coros e músicos da cidade. Vamos, pelo segundo ano consecutivo, realizar um itinerário pelo património histórico de Coimbra”, disse o presidente dos Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra, José dos Santos Cabral.

Em Vila Nova de Gaia tem lugar um concerto pela Banda Filarmónica Musical Leverense no Auditório Municipal, e a Banda da Sociedade Filarmónica Comércio e Indústria da Amadora, sob a direção do maestro Hélder Gonçalves, atua pelas 16:00, na sala Recreios da Amadora.

Filipe Quaresma toca no Cine-Teatro de Sobral de Monte Agraço, às 21:30, no âmbito da programação da estrutura intermunicipal Artemrede-Teatros Associados.

Neste concerto o violoncelista apresenta o programa do seu mais recente álbum, que gravou ao vivo na Casa da Música, no Porto, em 2014, e inclui ainda a primeira suite de Johann Sebastian Bach para violoncelo solo.

Do programa constam as peças dos compositores contemporâneos, Miguel Azguime, “Moment à l’extremement for cello and live electronics”, de Carlos Azevedo, “Labitintho”, de Nuno Côrte-Real, “A bicicleta do poeta”, e de George Crumb, “Sonata per violoncello solo”.

O ex-guitarrista dos Orphaned Land, Yossi Sassi apresenta o seu mais recente CD “Roots and roads”, no Hard Club, no Porto, sendo a primeira parte dos dois concertos é garantida pela banda Earth Drive.

O músico de 41 anos é o inventor do instrumento musical “bouzoukitara” e as atuações em Portugal fazem parte da sua digressão europeia, no âmbito da qual atuará em Espanha, Alemanha e Polónia.

O Musibéria - Centro Internacional de Músicas e Danças do Mundo Ibérico, em Serpa, apresenta um concerto e uma oficina do tocador de kora, o cantor e compositor da Gâmbia, Mbye Ebrima.

Foto: D.R./FMS

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pág. 12/12



Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter