Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




AntonioRosado_VenezuelaSinfonica.jpg

 António Rosado

O pianista António Rosado é um dos selecionados para participar na 27.ª Temporada Música em S. Roque, em Lisboa, no próximo outono, anunciou a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), responsável pela iniciativa.
Segundo a mesma fonte, citada pela RTP, apresentaram-se 68 candidaturas, das quais, além de António Rosado, foram selecionados os ensembles MPMP, com base no Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa, Vozes Alfonsinas e Bonne Corde, o Officium Ensemble, a cantora lírica Ana Barros e a pianista Isabel Sá, L’Effetto Ensemble e a Capella Duriensis, elementos que “reuniram as melhores condições para integrar o cartaz de 2015”, segundo o comunicado da SCML.
A Temporada realiza-se de 17 de outubro a 08 de novembro, em quatro palcos lisboetas: a Igreja e o Museu de S. Roque, e os conventos de S. Pedro de Alcântara e de Santos-o-Novo, tal como no ano passado, quando a Temporada “assumiu definitivamente a maturidade, como evento cultural de destaque no panorama musical de Lisboa”, disse à Lusa a diretora da Cultura da SCML, Margarida Montenegro, citada pela RTP.
O júri, que escolheu os participantes, foi constituído por Margarida Montenegro, Filipe Carvalheiro, maestro e diretor artístico da Temporada de Música em São Roque, e Massimo Mazzeo, maestro convidado.
Em comunicado enviado à Lusa, o maestro Filipe Carvalheira destacou a presença da música portuguesa, antiga e recente, e de duas peças em estreia absoluta, na edição deste ano, de Sérgio Azevedo e Eduardo Luiz Ayres de Abreu.
Fernando Lopes-Graça, António Joaquim Miranda, Eurico Carrapatoso, Gonçalo de Baena, António Pinho Vargas, Sérgio Azevedo e Eduardo Luiz Ayres de Abreu são alguns dos compositores que serão interpretados nesta temporada, segundo Filipe Carvalheira.
“Um recital de piano, dois concertos em duo (um com guitarra e canto, outro com piano e canto), dois concertos para coro a capella, um concerto para ensemble vocal com órgão e um concerto para orquestra, coro e solistas” fazem parte da programação da 27.ª temporada da Música em São Roque, antecipou o diretor artístico.
Em 2013 assistiram aos concertos 3.193 pessoas, e 160 participaram nas visitas guiadas aos monumentos que foram cenário dos recitais.
No ano passado, registou-se um aumento de público, tendo assistido aos concertos 3.644 espetadores e participado nas visitas aos espaços monumentais onde se realziam os recitais, 272 pessoas, informou fonte da SCML.

Foto: Venezuela Sinfonica

Autoria e outros dados (tags, etc)

siteviver11.jpg

O Festival Nacional de Gastronomia (FNG) realiza-se de 22 de outubro a 01 de novembro em Santarém com a presença de restaurantes de todo o país e um reforço das áreas de petiscos e de agroprodutos.

O vereador da Câmara de Santarém com o pelouro do Turismo, Luís Farinha, apresentou a 35.ª edição do festival, que é "diferenciador de centenas de outros eventos que foram surgindo no país", como realçaram os presidentes do município, Ricardo Gonçalves, e da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e do Ribatejo, Ceia da Silva.
Com a presença de 12 restaurantes representantes das diferentes regiões do país, que vão ocupar o espaço instalado nas antigas cavalariças da Casa do Campino, o festival vai ter este ano um 13.º restaurante, nos claustros do edifício, que terá em cada dia um chefe de cozinha diferente para apresentar, ao jantar, um menu de degustação, para um limite de 50 pessoas e um custo de 35 euros (com aquisição prévia).
Luís Farinha afirmou que o Festivalç reforça uma característica que esteve na sua origem – ser um espaço para o petisco, onde se podem provar pratos típicos da gastronomia portuguesa -, pelo que a área dos claustros será designada “Praça do Petisco”.
O espaço das arcadas fica este ano exclusivamente ocupado por produtores, incluindo uma área para vinhos, instalada em colaboração com a Associação dos Municípios Produtores de Vinho, passando o artesanato a ocupar uma tenda gigante que fará a ligação entre a zona das bilheteiras e a entrada da Casa do Campino.
O FNG volta a acolher alguns debates e “fóruns de reflexão”, estando agendadas duas “conversas informais sobre a gastronomia” e dois seminários, um sobre o serviço de sala e outro sobre novas oportunidades no negócio da restauração.
A animação manterá o formato ensaiado em 2014, sem espetáculos de palco e com os artistas a circularem pelo espaço, estando confirmada a presença de Carlos Alberto Moniz com canções do seu álbum “Vinho dos poetas”.
A entrada no recinto manterá o custo de dois euros, que inclui uma visita guiada à cidade de Santarém, dando continuidade à iniciativa que visa a ligação do festival ao turismo “Descubra Santarém enquanto prova Portugal”, e há três dias de entrada livre à hora do almoço (26, 27 e 28 de outubro).
Ceia da Silva realçou a importância da estruturação de produtos turísticos numa região onde a procura turística tem vindo a crescer de forma sustentada (mais 30% de procura interna só no passado mês de julho) e salientou o trabalho que tem vindo a ser realizado com a Câmara de Santarém para a realização de ações ligadas à gastronomia ao longo do ano e no sentido da criação do Observatório da Gastronomia, com a recolha de receituário tradicional.
Luís Farinha adiantou que são esperados mais de 40.000 visitantes nos 11 dias do festival.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Bem-vindo


Parcerias


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Visitas

Flag Counter